entidade promotora:

Engenho & Obra
 
   
   
   
   
   

O projecto “Ao Sul…” assume que estão criadas condições sociais, económicas e políticas favoráveis ao seu desenvolvimento. O empenho e a reunião de vontades expressas por todas as partes interessadas, em prol das causas que se perseguem, apresentam-se, também, como um elemento mobilizador para o seu êxito.

Ao confrontar a sociedade civil com acções globais que combinam com iniciativas locais (já que as políticas macro têm consequências ao nível micro), prevê-se que o Projecto possa conquistar outras entidades, fazer convergir movimentos em torno da causa da Educação para o Desenvolvimento Sustentável (EDS) e levar os cidadãos a assumirem e adaptarem a responsabilidade social face aos novos/velhos desafios.

O Projecto aposta na criação de condições para trazer ao debate público as problemáticas do Sul e renova a confiança na capacidade que os grupos e/ou movimentos sociais têm para intervir socialmente.

Neste contexto, e num sentido alargado, os principais públicos-alvo para quais o projecto “Ao Sul…” se dirige são os seguintes:

  • Jovens que frequentam os ensinos secundário e superior;
  • Professores dos ensinos secundário e superior;
  • Formadores de Centros de Formação Profissional e de outras entidades formadoras;
  • Leitores de Língua e Cultura Portuguesas;
  • Presidentes, Directores e Técnicos de Intervenção Social de instituições que actuam na área do desenvolvimento local e/ou regional;
  • Presidentes e Técnicos de Intervenção Social de Autarquias;
  • Empresários e Directores de empresas;
  • Directores de Associações Empresariais;
  • Coordenadores de Associações de Trabalhadores;
  • Directores de Associações Industriais e Comerciais.